Mulher segura comprimido vermelho e seu cachorro olha
14/08/2020

7 erros comuns na hora de dar vermífugo para cachorro

Você sabe da importância de proteger seu animal contra vermes? É fundamental administrar o vermífugo para cachorro periodicamente para garantir a saúde do seu pet, afinal os vermes podem ocasionar doenças irreparáveis e até levar à morte.

De uma forma simples, o vermífugo para cachorro não permite que seu animal adoeça, nem transmita esses parasitas para seu tutor, já que nós também estamos vulneráveis a esses vermes. Por isso, nunca deixe de consultar um médico veterinário para receber as orientações de quando e como medicar seu cão.

Perigo: vermes x cachorro

Desde o nascimento, devem-se começar os tratamentos para evitar o aparecimento de doenças em seu animal, o que inclui o vermífugo para cachorro — principal ação contra vermes.

O médico veterinário vai prescrever a quantia — ou então as doses do medicamento — e de quanto em quanto tempo o cão deve ser medicado de acordo com sua rotina, levando em consideração se o animal realiza passeios em parques, convive com outros pets, brinca em ambientes com terra, por exemplo. Esses fatores podem influenciar na frequência de vermifugação, fazendo com que possa ser vermifugado mais vezes ao ano.

O vermífugo para cães atua como prevenção do aparecimento desses helmintos (vermes), já que é capaz de eliminá-los. Esses parasitas estão presentes no ambiente e em outros animais, como as pulgas.

Uma vez infiltrados no organismo do pet, os parasitas percorrem o corpo pela corrente sanguínea, alojando-se em órgãos, como fígado, intestino, coração, e passam a se alimentar dos nutrientes e do sangue do cão, diminuindo sua imunidade, o que permite contrair outras doenças, agravando cada vez mais o quadro.

Por isso, fique atento aos seguintes sintomas:

  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Barriga inchada;
  • Tosse;
  • Arrastar o ânus no chão ou na parede;
  • Presença de vermes nas fezes.

Caso note qualquer um desses sinais, não deixe de levar seu animal a uma consulta veterinária para saber qual problema o acomete e iniciar um tratamento o mais rápido possível.

7 erros mais comuns na hora de dar vermífugo para cães

Muitos tutores cometem erros ao administrar o vermífugo para cachorro, por isso, tão importante quanto perceber a necessidade de eliminar os parasitas, é saber fazer essa prevenção de modo correto.

Veja os 7 erros mais comuns para evitá-los e garantir o sucesso da vermifugação:

  1. Não consultar o veterinário para saber qual o vermífugo mais indicado para seu cachorro;
  2. Desconsiderar o peso do animal na hora de calcular a dose do remédio;
  3. Não dar vermífugo para todos os cachorros da casa;
  4. Não seguir a dose do vermífugo de acordo com as orientações do fabricante;
  5. Não se certificar de que o animal realmente engoliu a medicação;
  6. Não refazer a vermifugação diversas vezes por ano, conforme a indicação do veterinário.

Como escolher o melhor vermífugo para cachorro?

O vermífugo para cachorro pode ser administrado em filhotes via oral por meio de dosador ou em comprimidos para os cães maiores. Qualquer uma das formas escolhidas é eficaz no combate aos vermes, afinal esses medicamentos têm longo espectro de abrangência.

A Chemitec tem uma linha completa de vermífugo para cachorro, que elimina desde larvas até parasitas adultos — como é o caso do Vermífugo Chemital® Plus. Seus medicamentos também podem ser dados à cadela prenhe, de modo a iniciar a prevenção de vermes antes mesmo do filhote nascer. A escolha de qual vermífugo usar deve levar em consideração a idade e peso do seu animal.

Portanto, para garantir a saúde de seu pet, insira na rotina dele consultas periódicas ao veterinário e o uso frequente de vermífugo para cachorro. Medidas como essas asseguram a vitalidade de seu animal e o bem-estar da sua família ao manter todos livres de vermes.

CTA de distribuidores da Chemitec para o blog

Fontes:

Chemitec – Produtos Veterinários;

Agência de Notícias de Direitos Animais – ANDA.