Fale conosco pelo WhatsApp
Guia completo sobre o Pitbull

Guia completo sobre o Pitbull

NESTE GUIA VOCÊ IRÁ ENCONTRAR:

Apesar da fama de bravos, os pitbulls, na verdade são animais muito amáveis, fiéis e brincalhões.

O pitbull, como é conhecido o cachorro da raça American Pit Bull Terrier, possui fama de ser um animal agressivo, mas essa informação não corresponde ao seu verdadeiro temperamento: a de um pet dócil, brincalhão e muito apegado a seus tutores.

Por serem animais de porte físico imponente e personalidade destemida, os cães dessa raça podem assustar. No entanto, o temperamento do pitbull é, naturalmente, dócil e gentil, e sua socialização dependerá de um adestramento adequado.

Companheiros, alegres e brincalhões, os pitbulls gostam de gastar muita energia com brincadeiras na companhia de seus tutores, além de agirem como excelentes cães de guarda. Seus cuidados, como vacinação, vermifugação, higiene e alimentação, também trazem algumas características especiais.

História e origem da raça

A origem do pitbull é datada no século XIX e sua origem se deu entre a Europa e os Estados Unidos. Naquela época, criadores ingleses, escoceses e irlandeses investiram em cruzamentos do Bulldog com o Terrier inglês. A raça que surgiu a partir dessa experiência foi o Bull-and-Terrier. Resistentes, corajosos e esportivos, os cães também apresentavam um comportamento dócil e gentil.

Em 1850, o Bull-and-Terrier chegou nos EUA e chamou a atenção dos criadores, que resolveram aperfeiçoar a raça, dando origem ao pitbull, tal como conhecemos hoje. A proibição de rinhas de cães fez com que esses animais pudessem ser levados para praticar outras atividades, como caça, proteção e pastoreio em zonas rurais. A partir daí, a docilidade dos pitbulls se destacou e eles passaram a ser mais frequentemente domesticados.

Características da raça

O pitbull é um animal forte e atlético, com grande variação de tamanho, podendo pesar algo entre 15kg e 34kg. Sua altura não varia tanto, ficando limitada entre 40 e 48 cm. O formato de sua cabeça possui um focinho largo e profundo, além de orelhas altas e naturais. Felizmente, a prática de corte de cauda e orelhas é proibida e se configura como mutilação e maus-tratos.

Algumas outras características ainda dão a aparência forte, resistente e corajosa desse amigo de quatro patas. O Red Nose, por exemplo, tem narinas com coloração avermelhada, enquanto o Monster é maior e mais robusto.

Temperamento da raça: pitbull é agressivo?

Não é natural que um animal dessa raça seja agressivo com as pessoas. Portanto, o mito do pitbull bravo acontece em razão do manejo inadequado de seu tutor. Além de já possuir um caráter naturalmente tranquilo, o cachorro também agrega atributos que facilitam seu aprendizado e adestramento.

Resumidamente, o temperamento do animal de estimação vai depender exclusivamente da maneira como foi instruído a interagir e se socializar por seus tutores. Além do mais, o porte físico forte e altivo do pet pode contribuir para a sustentação do mito sobre seu gênio violento.

Em geral, o cãozinho é alegre e cheio de energia, adora brincar e aproveitar seu tempo se divertindo junto a seus “pais humanos”. Por serem fiéis e amigáveis, são muito indicados para famílias.

Além disso, a raça também é bastante inteligente e gosta muito de brincadeiras e truques. É claro que o fato de o pitbull ser muito autoconfiante e destemido desperta um ponto de atenção: o cuidado com sua socialização com estranhos precisa ser redobrado, já que eles podem se tornar desconfiados na presença de pessoas que não façam parte de seu convívio.

Com relação às crianças, a raça costuma ser muito amigável. Divertidos e pacientes, os cãezinhos adoram entreter os pequenos, mas o cuidado deve ser reforçado pelos adultos com relação ao porte físico do animal, que é realmente muito forte.

Principais problemas de saúde da raça

Algumas das principais doenças do pitbull podem ser hereditárias, passando por dermatológicas e até degenerativas. Os tutores precisam estar atento aos sinais que o amigo de quatro patas manifesta, para buscar sempre um tratamento veterinário adequado.

Dentre as principais enfermidades que podem atingir o seu pet, estão:

  • Displasia de cadeira;
  • Lábio leporino;
  • Luxação de rótula;
  • Hipotireoidismo;
  • Alergia a determinadas substâncias;
  • Doença do ácaro (ou demodicose);
  • Micoses e sensibilidade na pele.

As principais doenças que podem acometer um pitbull são as hereditárias, geralmente associadas a formações ósseas e celulares. Portanto, como lidar com problemas genéticos é um pouco complexo, é preciso buscar a orientação de um especialista para saber quais medicamentos veterinários deverão ser ministrados para esse tipo de problema.

O deslocamento da rótula é um dos mais frequentes problemas encontrados em animais dessa raça. Tal situação ocorre principalmente pelo fato de a rótula sair do lugar e não possuir força para voltar. A doença causa muita dor e costuma ter relação com o DNA do cachorro. Impor exercícios pesados ou exigir que o animal faça muita força podem ser determinantes para o surgimento desse deslocamento.

Doenças dermatológicas também podem aparecer com mais frequência no pitbull do que em outras raças. Isso acontece porque eles possuem uma constituição da derme mais fina do que os outros cachorros. Essa característica abre espaço para o desenvolvimento de bactérias.

Se esforce para manter seu animal de estimação longe do alcance de pó, caspa humana, penas de ave ou pólen de flores, situações que podem desencadear reações alérgicas muito incômodas ao pet. Além do mais, manter o sistema imunológico do cão sempre fortalecido é essencial para que ele apresente uma condição saudável.

Como cuidar do pitbull

Uma das maneiras mais simples de se preservar a saúde do seu cão é vaciná-lo adequadamente. No entanto, para que a imunização seja eficiente, deve ser repetida anualmente. Os cachorros adultos devem receber todos os anos doses das vacinas V10 ou V8 para se protegerem, além de outras doenças, contra:

  • Cinomose;
  • Parvovirose;
  • Leptospirose.

A vacina antirrábica também deve ser aplicada uma vez por ano em cachorros adultos. Outras doenças, como verminoses e gripes, também podem ser evitadas através da imunização. Para entender melhor sobre esse tipo de prevenção, converse com o veterinário de sua confiança.

Vermífugos e antipulgas

Apesar de as vacinas protegerem o seu pitbull de muitas doenças, existem ainda outros problemas que podem causar muito desconforto no cãozinho. Alguns desses incômodos podem ser evitados com o uso regular de antipulgas e remédios para o controle de carrapatos.

Coleiras, shampoos, pipetas, talcos e comprimidos antipulgas podem evitar a infestação de pulgas, piolhos, carrapatos e mosquitos na pelagem do animal. Os parasitas podem ser muito perigosos, pois causam muitas enfermidades, como a doença do carrapato.

Já os vermífugos também são de uso periódico. Eles são responsáveis pela eliminação de vermes que podem ser contraídos na rua, durante os passeios, ou até mesmo em alimentos sem sair de casa.

Os produtos Chemitec podem ajudar nos cuidados com o seu pitbull

A Chemitec é uma indústria focada na produção de muitos medicamentos e produtos do mercado pet. Dentre nossos vermífugos, medicamentos, antibióticos, desinfetantes, shampoos e condicionadores, muitos podem ser comprados para o trato e os cuidados com o seu pitbull. Nossa linha, sempre completa e atualizada com o que há de melhor no mercado, contribui para a saúde, beleza e bem-estar do seu amigo de quatro patas. Entre em contato com nossos distribuidores para entender melhor sobre nossos produtos.