Fale conosco pelo WhatsApp
Guia completo sobre o Doberman

Guia completo sobre o Doberman

NESTE GUIA VOCÊ IRÁ ENCONTRAR:

Cachorro de grande porte, elegante e imponente, ele é um fiel protetor de seus tutores.

O Doberman é um cachorro de grande porte: esbelto, musculoso e imponente. Ainda que sua aparência possa causar um pouco de medo, essa raça é, na verdade, muito tranquila, amigável e dócil. Sociável e com bastante facilidade para se adaptar ao ambiente onde vive, esse cãozinho pode até parecer desconfiado com desconhecidos no início, mas logo se acostuma aos novos amigos, sendo sempre bem carinhosos.

Muito inteligente, gentil e disciplinado, o Doberman é um amigo de quatro patas muito indicado para as famílias, tendo um instinto protetor e leal aos seus tutores. Conheça abaixo um pouco das principais características do universo desse cão.

História e origem da raça

Essa raça surgiu na Alemanha, no final do século XVII, tendo sido desenvolvida pelo coletor de impostos e protetor de animais Karl Friedrich Louis Dobermann. Uma curiosidade interessante é que a raça é uma das únicas que leva o sobrenome de seu criador.

Como exercia um ofício um tanto quanto delicado – o de coletar impostos –, Karl precisava de um cachorro que fosse, além de seu amigo, seu protetor. Sua profissão o expunha a riscos de roubos e agressões. Como também era o responsável pela gestão de um canil local, o alemão escolheu cães que tinham como características essenciais a agressividade.

Foi assim que nasceu o Doberman, um cão de guarda leal e dedicado à família, também muito útil em momentos de caça de outros animais e trabalhos com a polícia. Foi somente no começo do século XX que alguns exemplares da raça foram encaminhados para os Estados Unidos, onde ganharam visibilidade em competições. Isso resultou na inauguração de um clube para o animal: Doberman Pinscher Club of América.

Principais características da raça

O Doberman pode medir entre 63 e 72 cm de altura e seu peso pode chegar até a 45 kg, sendo definitivamente um animal doméstico de grande porte. Esbelto e musculoso, com uma elegância natural e uma aparência nobre, o cachorro é indicado para cão de companhia e facilmente cai nas graças de todos os familiares. Protetor e cuidadoso, ele zela pelo próprio lar e pode ser um ótimo cão para trabalhos de segurança.

Seu pelo é curto e espesso, e a pelagem é lisa e distribuída uniformemente por todo seu corpo. A coloração da raça transita entre o marrom e o preto, possuindo também tons avermelhados. O pelo do cão é bem assentado é algumas regiões especificas de seu corpo, como as orelhas, as patas e as barrigas. Sua coloração pode ser predominantemente preta ou marrom, mas a branca não é oficialmente reconhecida.

Comportamento da raça

Você já pode ter ouvido falar por aí que o doberman é uma raça agressiva e de gênio difícil. De fato, esse temperamento até pode existir em determinadas situações, mas existem sempre jeitos de ajudar para que o comportamento do pet fique mais dócil e tranquilo. É claro que estímulos equivocados podem acentuar a agressividade do cão, e não é isso que tutores procuram.

Por mais que a raça possa ser agressiva por conta de seu instinto de caça e proteção, ela também é destacada por ser um animal que gosta de evitar problemas. Elegante e esbelto, ele pode causar, por sua aparência, um certo receio, mas é certamente um cachorro que está sempre disposto a não entrar em uma briga. Essa pose imponente é mais uma maneira de ele demonstrar que é o “manda chuva” do território.

Pessoas estranhas podem ser atacadas pelo cão se ele as considerar uma ameaça. Com um bom adestramento, contudo, os tutores podem controlar os instintos de caça do amigo de quatro patas. E esse instinto pode ser revertido em tornar o cão um protetor nato da família. Um bom cão de guarda não é aquele que late a qualquer ruído ou agride a todo momento, mas sim aquele que impõe respeito com sua aparência. E é assim que o instinto do doberman se destaca.

Principais problemas de saúde da raça

Alguns cuidados precisam ser adotados no trato da saúde do seu cão. Essa raça, em especial, costuma apresentar com mais frequência o fenômeno da sucção de flanco – aquela situação em que o cachorro se contorce para lamber e morder o flanco, região próxima de seu rabo.

Esse transtorno compulsivo, provocado por fatores genéticos, pode provocar ferimentos profundos na pele, que se não tratados, podem desencadear em uma infecção. Essa sucção costuma estar associada a situações de estresse, conflito ou frustrações nos pets, principalmente a ansiedade de separação – que acontece quando o animal fica muito tempo sozinho. Essa sucção tem tratamento e este precisa ser conduzido por um veterinário familiarizado com comportamento animal.

Além de tratar os ferimentos, o especialista poderá receitar medicamentos veterinários que controlem a ansiedade do pet. Outro ponto de atenção deve ser a saúde bucal do seu cachorro, que deve estar sempre controlada. É recomendada uma escovação semanal. Além do mais, as orelhas do animal de estimação também devem ser inspecionadas e limpas, pois sujeiras acumuladas podem causar infecções mais severas.

Outra indicação é o corte regular de suas unhas, como forma de evitar ferimentos. Embora seja uma raça bastante forte e saudável, o Doberman pode apresentar, com o tempo, alguns problemas, tais como:

  • Cardiomiopatia dilatada: enfraquecimento do coração;
  • Displasia do quadril: má formação das articulações do quadril;
  • Doença de Von Willebrand: deficiência de proteína na circulação sanguínea;
  • Síndrome de Wobbler: pequena compressão no canal medular;
  • Hipotireoidismo: insuficiência do hormônio da tireoide.

Ao identificar qualquer problema com o seu amigo de quatro patas, busque ajuda de um veterinário de sua confiança para a identificação da doença e o tratamento adequado.

Como cuidar do Doberman

É fundamental garantir a vacinação anual de todos os pets adultos como forma de protegê-lo de doenças mais sérias. As vacinas V10 ou V8 são essenciais para a prevenção da leptospirose, da parvovirose e da cinomose, dentre outras enfermidades. Ainda é necessário um reforço anual da antirrábica, a famosa vacina que previne a Raiva.

Além de perigosa para os animais, a doença também pode ser transmitida para seres humanos. Também existem outros imunizantes para combater gripes, verminoses e outros problemas que venham afetar a saúde e o bem-estar do seu pet. Para entender melhor sobre o protocolo de imunização adequado para o seu cão, consulte o veterinário.

Vermifugação e antipulgas

Existem outros cuidados periódicos que precisam ser destacados para manter a saúde do seu pet em dia. Dentre eles, merece menção a vermifugação, que visa eliminar vermes contraídos em alimentos ou mesmo em passeios externos. A dosagem, a frequência e o tipo ideal do vermífugo do seu Doberman podem ser acordados com o veterinário de sua escolha.

Já a administração de antipulgas é importante para prevenir o cachorro de contato com carrapatos, pulgas, mosquitos e outros parasitas, capazes de provocar problemas mais sérios, como a doença do carrapato, além de provocarem uma coceira insistente e incômoda. Os tipos de antipulgas podem ser dosados de diferentes maneiras, tais como:

  • Shampoos;
  • Talcos;
  • Pipetas;
  • Comprimidos orais;
  • Coleiras.

Os produtos Chemitec no dia a dia do seu pet

A Chemitec é uma empresa com foco na produção de produtos de uso veterinário, como anti-inflamatórios, antibióticos, shampoos, talcos, condicionadores, vermífugos, desinfetantes, coleiras, dentre outros. Nossa linha é constantemente atualizada com as melhores práticas de mercado e liderada por especialistas capacitados, apaixonados pelo bem-estar de animais. Portanto, considere entrar em contato com nossos representantes para comprar os produtos que forem necessários para os cuidados do dia a dia do seu Doberman, de modo a vê-lo sempre saudável e feliz.