Fale conosco pelo WhatsApp
Guia completo sobre Gato Bengal

Guia completo sobre Gato Bengal

NESTE GUIA VOCÊ IRÁ ENCONTRAR:

Descendente de leopardos, esse gato chama atenção por sua pelagem única e comportamento cheio de energia. 

O Bengal é um gato com características físicas muito marcantes. Também conhecido como Gato-de-Bengala, o bichano apresenta manchinhas na pelagem, rabo comprido, traços finos e olhos claros. Sua aparência lembra até mesmo um gato leopardo.

Além de ser um animal muito bonito, o Bengal também é uma das raças de gatos mais inteligentes, com múltiplas formas de vocalizar e facilidade em ser adestrado. Conheça melhor abaixo as principais características e curiosidades sobre esse amigo de quatro patas.

História e origem da raça

O Bengal tem origem na Ásia, a partir do cruzamento de um gato doméstico com um leopardo selvagem, o que explica sua incrível semelhança com esse felino não domesticável. Essa raça de gatinhos só chegou ao ocidente na década de 1960, tendo migrado inicialmente para os Estados Unidos.

A raça teve início por acidente, quando uma mulher de nome Jean Mill adquiriu um leopardo fêmea, e ao colocá-la na companhia de seu gato doméstico, houve uma reprodução não planejada. A partir de então, passaram a surgir gatos domésticos menores e com manchinhas na pelagem muito características da raça selvagem.

Paralelamente a essa mistura natural de raças, o cientista Willard Centerwall cruzou o gato leopardo com o gato doméstico, em um experimento científico que deu origem ao gato Bengal. A ideia da experiência era criar uma raça resistente ao vírus da leucemia felina – a FeLV.

Tais cruzamentos fizeram com que a raça apresentasse espécies com distintas linhagens, algumas mais próximas dos seus ancestrais, e outras mais distantes, apresentando características mais domesticadas. Resumidamente, o Bengal hoje, a depender de seu tipo de criação, pode manter instintos mais selvagens de caça ou apresentar hábitos de pets domésticos.

Principais características da raça

Esse amigo de quatro patas possui algumas características físicas que o diferenciam do Savannah, outro gato muito similar a felinos selvagens. O Bengal é considerado como uma raça exótica. O animal é bem longo, variando entre 30 e 45 cm de comprimento. Seu peso orbita em torno de 3kg a 9kg e sua estimativa de vida é de 12 a 14 anos.

Além de ser um animal de tamanho extenso, o Bengal possui cabeça longa e inclinada, na direção do focinho, aparentando ser um pet mais esguio. Seus olhos, em geral, são claros, em tons que transitam entre azul e verde. No entanto, essa coloração não é regra.

Gatinhos dessa raça são graciosos e delicados, com patas longas e pelagem curta, fina e brilhante. Como os pelos apresentam um tamanho pequeno, pode ser que o tutor sinta uma sensação de aspereza ao acariciar o amigo de quatro patas.

Em termos de pigmentação, são comuns duas pelagens para o gato desta raça: amarelo e ruivo, e na cor branca. Também são uniformes as tradicionais manchinhas no pelo que se estendem da cabeça à cauda.

Comportamento da raça

Como já anteriormente mencionado, existem tipos diferentes de gato Bengal, com características opostas. O da geração F1, por exemplo, é hoje considerado, infelizmente, como um animal às vias de extinção. Com um parentesco muito próximo do leopardo, ele pode ser bem agressivo quando não socializado adequadamente.

Os machos dessa geração tendem a ser estéreis e tutores de gatos da geração F1 já relataram que o bichano não tem hábitos mais comuns a animais domésticos, como o uso de caixa de areia para gatos.

O gato Bengal F2, por sua vez, é resultado de um cruzamento entre dois animais da geração F1, apresentando um parentesco menor com o leopardo, mas que ainda assim precisa passar pelo processo de socialização e têm como necessidade um espaço ao ar livre, com árvores gramas e outros atrativos para desenvolverem suas habilidades mais selvagens. Em geral, gatos dessa geração não se adaptam bem a apartamentos.

Por fim, existem os pets da geração F3 e da F4, que são bem mais dóceis, apresentando um nível de parentesco bem menor do que os já citados, com os leopardos selvagens. O gato F3 pode surgir através do cruzamento de um F1 com um F2 ou ainda de duas espécies F2. Portanto, é de fundamental importância perguntar ao criador a origem do animalzinho antes de adotá-lo.

O gato Bengal F4 é cruza de um casal de F3, e costuma ser o mais amável e carinhoso de todas as gerações, se assemelhando a um bichano doméstico convencional em quesitos comportamentais. É também o mais fácil de ser encontrado.

Considerada uma das raças felinas mais inteligentes do mundo, esta permite um adestramento sem maiores dificuldades. Os gatinhos aprendem truques e comandos com uma incrível facilidade.

Como seu instinto selvagem é aguçado, os pets são curiosos, ágeis e independentes. Sua comunicação é também bastante diferenciada, já que felinos dessa raça apresentam diferentes tipos de vocalização, com miados bem característicos.

Principais problemas de saúde da raça

Forte e resistente, o gato-de-bengala precisa de alguns cuidados específicos para não se entediar e não é indicado deixá-lo sozinho por muito tempo. Seus problemas de saúde, em geral, são de origem genética. Algumas das doenças que podem acometer o seu gatinho estão:

  • Cardiomiopatia hipertrófica: essa doença cardíaca, comum em felinos, é ainda maior nos gatos Bengal, em razão de uma predisposição genética, e pode desencadear insuficiência cardíaca, edema pulmonar e tromboembolismo;
  • Displasia coxofemoral: mais comum em cachorros, essa doença também afeta felinos domésticos e causa um desenvolvimento anormal do quadril, provocando dor e dificuldade de locomoção;
  • Deficiência de piruvato quinase: essa doença cardíaca, comum em felinos, é ainda maior nos gatos Bengal, em razão de uma predisposição genética, e pode desencadear insuficiência cardíaca, edema pulmonar e tromboembolismo;
  • Atrofia progressiva da retina: conjunto de desordens genéticas que prejudicam a retina, comprometendo neurônios e podendo levar o pet à cegueira.

No entanto, em um aspecto mais geral, o gato Bengal apresenta uma boa saúde, com expectativa de vida de 12 até 16 anos. Zelar pela boa alimentação, atividades que o estimulem e visitas periódicas ao veterinário já são excelentes medidas para que o seu bichano tenha uma vida longa e feliz.

Como cuidar do Bengal

Existem alguns cuidados específicos que os tutores do gato Bengal devem se atentar para garantir uma vida mais saudável e feliz para o felino. Dentre os principais pontos de atenção, deve-se destacar o trato com os pelos do animal. Sua pelagem, contudo, não dá muito trabalho para ser tratada. É preciso de uma rotina com escovação semanal, para que seus pelos estejam sempre brilhantes e hidratados.

O gato Bengal, aliás, solta apenas uma pequena quantidade da proteína responsável por desencadear reações alérgicas em seres humanos, o que faz desse animalzinho um gato hipoalergênico. Além do mais, essa raça foge do padrão de outros felinos e adora água, o que facilita nos banhos periódicos que devem ser dados no pet.

Também é altamente recomendável realizar brincadeiras e atividades intensas com o seu amigo de quatro patas. Como ele possui um instinto mais selvagem, precisa ter à sua disposição arranhadores e brinquedos para aparar unhas e queimar sua energia. E como é uma raça que gosta de água, é possível escovar seus dentes com maior regularidade, evitando problemas bucais, como o tártaro.

E é evidente que nenhum cuidado pode ser completo sem equilibrar uma boa alimentação para o seu pet. Desde quando é filhote, o Bengal requer rotinas e quantidades adequadas de consumo de nutrientes e proteínas que reforcem seu sistema imunológico. Existe um tipo de ração para cada etapa da vida do gatinho.

Os produtos Chemitec no dia a dia do seu pet

A Chemitec produz diversas opções de uso veterinário, como medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios, além de shampoos, condicionadores, antipulgas, vermífugos, dentre outros produtos que podem fazer toda a diferença na rotina e no bem-estar do seu pet. Procure pelos produtos Chemitec em pet shops, lojas agropecuárias e espaços especializados em comércio de produtos do universo animal.