Antibióticos para Bovinos

Os medicamentos antibióticos para bovinos são substâncias químicas que agem destruindo ou impedindo a multiplicação de bactérias, combatendo assim infecções que afetam esta subfamília de mamíferos. Esses fármacos não são tóxicos para os animais, embora possam trazer alguns efeitos colaterais, e sua administração visa garantir e manter a saúde deles.

Existem diversos tipos de antibióticos para bovinos, e esses medicamentos são classificados de acordo com sua estrutura química de base. Em geral, cada grupo desses fármacos surgiu a partir da adição ou substituição de radicais específicos à estrutura básica do produto, sendo que cada um possui propriedades antibacterianas e farmacológicas específicas.

Os principais grupos de antibióticos são:

  • Penicilinas, inibidores de beta-lactamase, cefalosporinas;
  • Quinolonas
  • Carbapenemes;
  • Tetraciclinas;
  • Monobactâmicos;
  • Outros antibióticos, tais como sulfonamidas, rifamicinas, fosfomicina e metronidazol.

Cuidados no uso de antibióticos veterinários

O uso de antibióticos para bovinos é fundamental para a manutenção da saúde de um rebanho produtivo, mas deve ser feito sempre sob supervisão de um médico veterinário. Isso porque as bactérias sofrem alterações genéticas com o tempo, tornando-se resistentes aos medicamentos — que precisam ser trocados após um período de uso.

Por este motivo, o uso descontrolado de medicamentos em animais de produção causa bastante preocupação no âmbito da saúde pública. Isso porque o consumo de antibióticos no setor da produção pode contribuir diretamente para a criação de populações de bactérias resistentes — o que pode comprometer não apenas o tratamento de infecções em bovinos, mas também em humanos.

O Brasil ocupa a terceira colocação entre os países que mais utilizam antibióticos para bovinos no setor da produção animal, ficando atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Estima-se que, até 2030, o País aumente o uso desses medicamentos em até 50%, evidenciando como este tipo de fármaco é importante para o setor.

Vale destacar que, embora demande atenção e acompanhamento, o uso desses medicamentos é essencial para o controle da qualidade produtiva dos rebanhos. Isso porque os antibióticos atuam diretamente no combate a infecções e doenças que podem ser prejudiciais tanto para o rebanho quanto para as pessoas que consomem a carne produzida.

Como é feita administração de antibióticos para bovinos?

Para cada tipo de criação, existe uma quantidade e maneira adequadas para administrar os medicamentos. A dosagem varia de acordo com o peso do animal e a doença que está sendo tratada, devendo sempre ser indicada por um veterinário de confiança e que, preferencialmente, possua conhecimento especializado no trato de bovinos.

Geralmente, quanto maior e mais intensificada a produção, há mais riscos de desenvolvimento e transmissão de doenças no rebanho. Como consequência, maior é a necessidade do uso terapêutico de antibióticos para bovinos. É importante salientar que a administração desses medicamentos deve ser sempre com objetivo terapêutico, e usado sob orientação do médico veterinário.

Outro aspecto que demanda atenção especial é o caso de medicamentos destinados ao uso veterinário que utilizam substâncias que também são utilizadas na medicina humana. É o caso, por exemplo, da bacitracina e da virginiamicina.

Qual a importância do uso de antibióticos veterinários?

O uso correto de antibióticos para bovinos faz parte dos cuidados considerados essenciais no manejo sanitário de um rebanho, podendo inclusive gerar economia para o produtor. Isso porque a prevenção e eliminação de doenças é fundamental para que não ocorram contaminações que podem levar à paralisação da produção e desperdício de recursos.

Um rebanho de produção pode ser afetado por moléstias de variados tipos, que podem causar prejuízos tanto à carne quanto ao leite. Algumas das infecções mais comuns e que devem ser prevenidas e combatidas são:

  • Mastite bovina, uma inflamação da glândula mamária causada pela infecção por microrganismos;
  • Tristeza parasitária bovina, causada por protozoários;
  • Brucelose, que pode ser transmitida para humanos;
  • Tuberculose bovina, outra zoonose, ou seja: é transmitida para os humanos;
  • Febre aftosa, que á altamente contagiosa;
  • Leptospirose, causada por uma bactéria que se aloja nos rins e fígado;
  • Clostridiose, caracterizada pela intoxicação por bactérias;
  • Doenças do casco.

Cabe a um médico veterinário de confiança atuar no controle e prevenção dessas doenças, administrando as vacinas obrigatórias, diagnosticando alterações e direcionando os tratamentos necessários para garantir a saúde dos animais afetados e do rebanho como um todo.

Chemitec: qualidade em saúde animal

Considerada uma das maiores indústrias farmacêuticas veterinárias do mercado brasileiro, a Chemitec atua no segmento agropecuário oferecendo uma completa linha de medicamentos específicos que inclui não apenas os antibióticos para bovinos, mas também diuréticos, desinfetantes, vermífugos, anti-inflamatórios e quimioterápicos específicos para esses animais.

A linha Gentatec®, por exemplo, contém um princípio ativo chamado gentamicina, que age tanto contra bactérias gram-positivas como gram-negativas. A empresa também oferece o mesmo medicamento em suspensão oleosa, sendo especialmente formulado para aplicação intramamária no combate e tratamento de mastites agudas e crônicas das vacas em lactação.

O Chemitril®, por sua vez, é um antibiótico indicado para bovinos, suínos e caprinos no tratamento de enterites bacterianas, diarreias e outras infecções digestivas. O medicamento também é eficaz no combate a pneumonias e infecções respiratórias, além de infecções que acometem as vacas após o parto, infecções de ouvido e até mesmo infecções de pele.

No que diz respeito aos antibióticos para bovinos, a Chemitec disponibiliza ainda o Chemiflor®, uma solução injetável à base de Florfenicol. Este é um medicamento indicado para o tratamento de algumas doenças respiratórias, bem como diarreias recorrentes e infecções uterinas. O fármaco possui um amplo espectro de ação antibacteriana, que inclui não apenas os microrganismos sensíveis a seu princípio ativo, mas também ao Cloranfenicol e Tianfenicol.

Conforme foi explicado, os medicamentos veterinários cumprem uma função essencial para garantir tanto a saúde e bem-estar dos rebanhos como sua qualidade produtiva. A administração dos fármacos, entretanto, deve ser feita sempre de maneira responsável e seguindo as recomendações de um profissional de saúde que possui conhecimento específico a respeito desses animais.

Para saber mais sobre o uso de antibióticos para bovinos e descobrir qual o mais indicado para seu rebanho, portanto, converse com seu veterinário de confiança. Entre em contato com um de nossos representantes e descubra os melhores medicamentos veterinários do mercado.

Fontes:

Fundação Roge;

Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa;

Indústria Farmacêutica Veterinária –  Chemitec.