Veterinária com cachorro no colo
14/01/2021

Parvovirose Canina: Prevenção, Sintomas e Tratamentos

A parvovirose canina é uma doença altamente contagiosa e potencialmente grave, que deve ser prevenida por meio de vacinação e cuidados específicos com a higienização do ambiente.

A parvovirose canina é uma doença severa causada por um vírus pertencente ao gênero Parvovirus, que é extremamente resistente e causa uma gastroenterite grave, apresentando elevada taxa de mortalidade quando não recebe o tratamento adequado. Outra forma como a doença se manifesta é atacando o coração, causando uma miocardite aguda que pode levar à morte súbita especialmente em filhotes.

O vírus da parvovirose canina é altamente contagioso, e afeta principalmente animais que não foram devidamente imunizados, atingindo especialmente as células do organismo que se reproduzem rapidamente — tais como as do intestino e as do sangue. É justamente por isso que a doença geralmente causa hemorragias, anemia intensa e queda da imunidade.

Como ocorre a transmissão?

O contágio pela parvovirose canina ocorre pelo contato direto ou indireto do cão com animais infectados. Uma vez que o parvovírus se multiplica no trato intestinal de cachorros infectados, eles estão presentes em grande número tanto nas fezes quanto no vômito produzido por eles, sobrevivendo por meses no ambiente em que esses materiais são depositados e podendo até mesmo se instalar em roupas, objetos e potes de ração.

Por isso, é fundamental que cães doentes sejam colocados em quarentena e tenham seu material fecal removido com produtos adequados.

A transmissão acontece principalmente entre filhotes e animais jovens, que ainda apresentam sistema imunológico em desenvolvimento e não completaram o ciclo de vacinas. Cachorros adultos e não vacinados também têm mais chances de serem infectados.

Quais são os sintomas da parvovirose canina?

A parvovirose canina é uma doença grave e que evolui rapidamente, além de ser muito contagiosa. Por isso, conhecer os sintomas apresentados por um animal contaminado se torna fundamental para que os tutores fiquem alertas e procurem atendimento veterinário rapidamente caso o animal apresente alterações como:

  • Febre;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Letargia;
  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Mucosas pálidas.

Como é o tratamento?

Os sintomas da parvovirose canina geralmente possibilitam que o veterinário faça um diagnóstico clínico preciso, confirmado por testes rápidos de sangue. Esta urgência é fundamental, uma vez que o diagnóstico precoce colabora diretamente para o sucesso do tratamento.

Uma vez que a doença causa diarreia e vômitos, muitas vezes com a presença de sangue, é comum que o animal fique rapidamente desidratado. Como consequência, cães diagnosticados com parvovirose geralmente precisam ser internados para receber cuidados especiais no que diz respeito à reposição de fluidos e eletrólitos. A administração de antibióticos e medicamentos para evitar o vômito também são necessários.

Embora esta seja uma doença curável, o sucesso no tratamento da parvovirose canina depende diretamente da imunidade do animal e do estágio em que foi feito o diagnóstico. Isso ocorre porque o Parvovírus reduz os glóbulos brancos presentes no organismo, o que reduz consideravelmente sua capacidade de combater a infecção.

Entenda a importância da prevenção

A prevenção é a melhor forma de combater a parvovirose, e os cuidados com a saúde do pet são essenciais para evitar doenças graves e fatais como esta. Manter as vacinas do cão em dia, por exemplo, está entre os principais meios de prevenir a infecção por este ou outros tipos de vírus.

Além disso, é importante que você evite que seu cachorro entre em contato com animais e materiais que possam estar contaminados ou seja exposto a ambientes em que vive um cão com a doença. Também é necessário que você mantenha a higiene dos locais frequentados pelo animal, preferencialmente usando desinfetantes para cães especialmente desenvolvidos para garantir a proteção deles.

Outro cuidado essencial para prevenir a parvovirose em cães é sempre acompanhar a saúde do pet junto a um médico veterinário de confiança, sempre verificando possíveis alterações e respeitando o calendário de vacinação recomendado pelo especialista.

Fontes:

Produtos Veterinários – Chemitec;

Hospital dos Animais;

Portal Patas da Casa.