mulher tratando do cachorro
06/05/2021

Otite canina: causas, sintomas e tratamento

A otite canina é uma inflamação que atinge o ouvido interno, externo ou médio do cão, causando dor e incômodo ao animal. Esta é uma das doenças mais comuns entre cachorros, sendo mais frequente entre aqueles que possuem orelhas peludas, caídas ou pendulares — características que favorecem o acúmulo de umidade no canal auditivo e, consequentemente, contribuem para a proliferação de fungos e bactérias na região.

Os ácaros, bactérias e fungos causadores de otite canina normalmente estão presentes nos ouvidos do pet, em pequenas populações que são importantes para o equilíbrio do organismo. Quando a imunidade do animal cai por algum motivo, entretanto, esses microrganismos se reproduzem de maneira acentuada, causando assim a doença.

Entenda as causas da otite canina

A otite canina, tanto interna quanto externa, pode ser desencadeada por diversos fatores. Como foi explicado, a presença de determinadas bactérias e fungos no ouvido do cachorro é natural e esperada, mas algumas alterações imunológicas e outras situações podem fazer com que esses microrganismos se proliferem. Traumas, alergias, tumores, parasitas ou corpos estranhos no ouvido do animal também podem levar ao desenvolvimento do problema.

A anatomia do ouvido canino já é mais favorável ao acúmulo de microrganismos, uma vez que os canais auditivos possuem formato de “L” — o que dificulta a limpeza e proporciona um ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias. No caso dos animais com orelhas longas e pendulares, o abafamento do ouvido é ainda mais acentuado, favorecendo a ocorrência de otites.

Além disso, cães com alergia de pele têm maior tendência a desenvolver a inflamação, já que o interior da orelha também é coberto por pele. Outro fator que pode favorecer o desenvolvimento da otite canina é a higienização inadequada, tanto para mais quanto para menos. Enquanto a limpeza excessiva pode remover as defesas naturais do ouvido, a falta de higiene pode preservar a sujeira e os corpos estranhos.

Vale lembrar que a otite não é transmitida para outros cães ou para humanos, a não ser em casos de infecção parasitária.

Sintomas: como identificar a otite canina?

O sinal mais comum de que o cão está com otite é a coceira intensa na orelha, e o animal geralmente dá muitos sinais de incômodo na região. Outros importantes sinais de otite canina são:

  • O cão passa a balançar a cabeça com frequência;
  • O animal coça a região com bastante intensidade, e demonstra sentir dor ao fazer isso;
  • Cheiro forte na região das orelhas;
  • Presença de secreção no conduto auditivo;
  • Dificuldade auditiva.

Ficar atento a esses sintomas é essencial para que o tutor leve o pet para ser avaliado por um médico veterinário, que vai diagnosticar o problema e solicitar exames específicos para identificar o agente causador da otite canina. Com essas informações, o especialista poderá indicar o tratamento mais adequado para o caso do seu animalzinho.

Tratamento para otite

O tratamento das otites é variável, cabendo ao médico veterinário apontar o medicamento mais adequado para o problema apresentado pelo animal. Em geral, são prescritos produtos tópicos para aplicação diretamente no local da inflamação, mas também podem ser utilizados antibióticos para cães de uso oral para combater o problema.

Seguir corretamente o tratamento proposto pelo veterinário é fundamental para evitar que a otite canina evolua para uma complicação mais avançada, como perda da audição ou até mesmo danos ao sistema neurológico. O uso de medicamentos produzidos especificamente para atender às necessidades do organismo do cão também é essencial para evitar complicações associadas ao tratamento incorreto.

Caso a alteração tenha sido causada pela presença de um corpo estranho no canal auditivo, tal como um pedaço de algodão ou uma sujeira, o tratamento pode ser ainda mais fácil — consistindo na limpeza da região e administração de antibióticos, caso necessário.

Como prevenir a otite canina?

Embora o desenvolvimento da otite canina dependa de diversos fatores, é possível prevenir o problema por meio da adoção de hábitos de higiene considerados simples. Um dos principais cuidados que devem ser adotados diz respeito à limpeza da orelha, que deve ser feita regularmente para remoção de cerúmen e oleosidade que se acumulam no ouvido externo do pet.

A Solução Otológica Oto-top Clean da Chemitec foi desenvolvida especialmente para auxiliar na higienização rotineira do pavilhão auricular e conduto auditivo de cães e gatos, ajudando na remoção da sujeira e contribuindo diretamente para a prevenção da otite canina. Outros cuidados fundamentais que devem ser adotados na rotina do animal são:

Ao dar banho no pet, sempre proteger os ouvidos do cãozinho contra a entrada de água;

  • Caso o animal frequente pet shops, tenha a certeza de que o estabelecimento escolhido é cuidadoso e atento às particularidades da anatomia canina;
  • Jamais remover os pelos da orelha do cão, exceto em casos muito específicos recomendados pelo veterinário. Eles conferem uma proteção essencial ao conduto auditivo;
  • Verificar regularmente as orelhas do seu cão, seja em um momento de carinho ou brincadeira, observando se há algum tipo de secreção ou cheiro diferente do normal;
  • Administrar antiparasitários periodicamente, conforme orientação veterinária, protegendo o cão de sarna otodécica (que ataca os ouvidos do pet). A Chemitec oferece a linha EC- Pet®, um poderoso produto antipulgas que age também no combate a piolhos, carrapatos e sarna de ouvido.

Para saber mais sobre os cuidados com a saúde do seu pet, continue acompanhando nossas postagens, converse com seu veterinário de confiança e tire suas dúvidas!

Fontes:

Medicamentos Veterinários – Chemitec.